Hein? ShonenJump Br!

Nesta última sexta fui ao centro resolver umas coisas e coisa e tal e tal e coisa. Passei como de costume na banca do Adriano pra ver se já tinha chegado a Dragon Slayer. Como não rolou, dei uma olhada no que tinha de gibi. Achei algo interessante: AçãoMagazine#2. Antologia de mangás de autores desconhecidos(pelo menos por mim) com matérias, no melhor estilo Shonen Jump. Comprei, afinal ia encarar fila e R$9,90 por 164 páginas de gibi é muito barato!

Contendo 5 mangás, dos mais variados tipos, e uma matéria sobre o movimento steampunk, a revista excede todas as expectativas. Vou mostrar as resenhas e dar minha opinião e nota.

 

Rapsódia 

“De uma espécie de seres pacatos, Reegam decidiu enfrentar gigantes. Armado de sua espada, uma besta e a coragem de seu coração, ele ainda conta comum grande poder místico, um segredo do mundo de Thalacia.”

Primeiro episódio com 45 páginas. Gostei da temática. e dá pra ver que só tem a melhorar.

Nota

 

Expresso 

“Bem vindo ao novo século: o século XX. Neste mundo de mudanças, Adriano percorre o Brasil, com suas invenções e seus ideais, mudando o mundo pela ciência!”

Assim como a anterior, se trata da 1ª aparição com 45 páginas. A melhor de todas. Desenho encaixando na história muito bem. A proposta é boa mas achei que uma das sequências de ação meio confusas.  

Nota

 

Madenka 

“Tudo o que Madenka quer é viver sua vidinha com seus amigos e família. Mas ele está destinado a ser muito mais. Herói, anti-herói ou vilão, essa decisão terá um preço…”

Continuação. Adoro linguagem regional. É bom sair da mesmice presente no mercado. A associação com DragonBall é inevitável, mas vejo como homenagem. Pena só ter 19 páginas(incluindo o glossário).

Nota

 

Tunado 

“Daniel é sobrinho da lenda das pistas, Satoichi Kawasaki. Das mãos de seu tio, ele recebe as chaves de seu 1º carro, e incentivado por Sato, ele decide se tornar o corredor que seu tio não pode ser.”

Continuação. Entretém, mas pecou nas cenas de ação.

Nota

 

Jairo 

“Perder os pais tragicamente foi só o começo. Após ir viver com seus tios, Jairo encontra no boxe uma forma de fugir da raiva e do turbilhão de emoções que é sua vida.”

Continuação. Abordar o tema sem ser chato como Serginho Groisman, é difícil. Conseguiu! Só que merecia mais que 18 páginas.

Nota

A diagramação da revista é ótima. Gostei da matéria introdutória do universo de Expresso sobre steampunk. Entretanto poderia haver uma padronização no número de páginas. 24 páginas pra cada, renderia 6 histórias por edição(podendo dobrar em especiais e conclusões de sagas, diminuindo o número de mangás por edição) e 12páginas(mais as 4 capas) pra jabá, índice, editorial, matérias(pagas ou não), cartas, e afins. 

A qualidade do papel do miolo poderia ser o mesmo “papel jornal” das histórias. Barateia o custo da impressão e, em caso de oscilação do mercado de impressão, o público não sentirá muita diferença.

As páginas coloridas podem seguir o molde dos antigos gibis da Abril. Não digo que todas as histórias tenham só a 1ª página colorida. Só que ela pode ser pra ilustrar as cores de determinado personagem idealizado pelo autor, assim como no Japão. Acho que 1 por episódio é suficiente.

Se você é um mangaká em busca de oportunidade, a revista está com uma promoção para avaliar seus trabalhos. Uma ótima iniciativa, na minha opinião fecal.

Resumindo, a revista Ação Magazine, iniciativa da Lancaster Editorial, é uma boníssima compra e deve ser até cultuada dentro em breve.

Vou ver se consigo a AN#1 pra ler o mais rápido possível e assim que sair o #3, te mostro a resenha.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s